sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Um jornalismo que acabou e agora só fala com as paredes


Charge Jornalismo
Charge do Juliano (Arquivo Google)
Percival Puggina
Há um jornalismo que acabou. Fala com as paredes. Irresignado ante a falta de eco, cospe no vento. Cisca no dicionário adjetivos que, de tão mascados, se tornaram rejeitos de lixo orgânico, direto ao saco preto. O vocabulário com que o “politicamente correto” se protegia entra num debate, hoje, murcho como maracujá. Quem leva a sério o adjetivo “reacionário!”, ou “conservador!”, ou “neoliberal!” (lembram dele?), ou ainda o “fascista!”, que os próprios comunistas gastaram mundo afora contra seus adversários antes do tiro na nuca?
Durante décadas, esses senhores foram os regentes das redações, onde desfilavam proféticos, iluminando o mundo com olhares que se derramavam sobre uma nova humanidade e um novo tempo. Eram os kaisers do quarto poder, ditando as normas técnicas para a engenharia do brilhante futuro. Perder tempo com eles, agora, é como contemplar a alvorada de um passado que se refuga. Xô! Quebraram o Brasil, acabaram com a Educação e atacaram, um a um, os valores que sustentariam moralmente a nação.
VALORES DO BEM – A sociedade compreendeu, por fim, que, tanto quanto ela precisa conservar valores que orientem as ações humanas para o bem (conservadorismo), a economia precisa de liberdade (liberalismo) para evoluir. Se observarmos atentamente, veremos que isso é tudo que o velho jornalismo militante, mãos dadas com os camaradas do mundo acadêmico, se dedicou a destruir; e que parcela importante do clero católico se descuidou de preservar.
Tem duas razões fundamentais para viver, esse jornalismo. A primeira é servir de memorial adulterado dos “anos de chumbo”. Vivem na nostalgia daquele período, misturando a saudade da própria juventude com o tempo em que conseguiram articular um discurso cuja consequência, em tese, rimava com a causa. A segunda é combater liberais e conservadores, qualificando-os como fascistas. Mas, sem direito a tiro na nuca, tudo fica menos produtivo. Fazer o quê? Mudar-se para Cuba ou para a Coreia do Norte?
ESFORÇOS VELHACOS – Não recordo, ao menos em passado recente, de esforços retóricos tão velhacos, tão fraudulentos, quanto os empregados nas últimas semanas por esse jornalismo para tentar convencer a sociedade de que:
  • os conservadores seriam hipócritas bradando contra nudez e erotismo na arte;
  • gravuras grotescas dedicadas a sujos entreveros sexuais, se expostas em ambiente cultural, deveriam merecer a mesma reverência de conhecidas obras-primas da arte universal;
  • sentimentos e atitudes tão diferentes entre si como repulsa, indignação e boicote seriam “sinônimos” de censura;
  • sexo não existiria, o que existe é gênero e toda criança deveria começar a aprender isso no bercinho da maternidade;
  • as redes sociais seriam uma terra de ninguém tomada pela direita raivosa.
Quem faz afirmações assim não está a mudar de assunto. Está a corromper a razão, conforme mencionei em recente vídeo. Há semanas repetem isso ao país e querem credibilidade?
CARDÁPIO DE FALSIDADES – Pretendem seguir influenciando a opinião pública? Subestimam a inteligência daqueles com quem se comunicam! Foi ao servir nacionalmente esse cardápio de falsidades que o velho jornalismo militante deu extraordinário alento aos bons conservadores e aos bons liberais. Refiro-me aos conservadores que estimam a liberdade e aos liberais que reconhecem a necessidade de preservar valores morais.
A sociedade não se escandaliza com nudez desde 22 de abril de 1500 e pouco se interessa pelo que acontece atrás das portas, desde que seja vedado o acesso a crianças. Mas entendeu, perfeitamente bem, ser isso que jogou o velho jornalismo militante na pornomilitância.
O silêncio que cai sobre ele vem por overdose de si mesmo.

Charge do Duke




Charge O Tempo 19/10/2017

Maia abandona Temer e assume posição independente na presidência da Câmara


Resultado de imagem para rodrigo mais e temer charges
Charge do Miguel (Jornal do Comercio/PE)
Carlos Newton
A crise entre o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o presidente Michel Temer continua a se agravar, mesmo depois de o chefe do governo ter tentado uma reaproximação, ao convidar o parlamentar para uma reunião nesta quarta-feira e depois ligar, na quinta-feira de manhã, a pretexto de agradecer o empenho de Maia para a aprovação do projeto de lei que aumenta o poder de fogo do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para punir crimes no sistema financeiro.
TEMER ESNOBOU – Já faz dois meses que Maia começou a se descolar do Planalto e o presidente tentou esnobá-lo, “delegando”poderes ao ministro tucano Antonio Imbassahy, que hipoteticamente é responsável pela articulação política do governo, e deu tudo errado.
Maia nem quis assunto com Imbassahy e o desentendimento foi se aprofundando, porque a questão pouco tem a ver com o governo atual, que está em final de carreira. O verdadeiro foco do problema é a sucessão presidencial, que já começa a pegar fogo. Maia quer fortalecer o DEM e a única maneira de conseguir é se desgrudar do governo e passar a fazer oposição.
MUITA BOATARIA – Em Brasília, como sempre, a boataria corre solta, em meio a notícias verdadeiras e falsas, que são “plantadas” ou “vazadas” indiscriminadamente. O Planalto, que parece ser conduzido por roteiristas de “Os Trapalhões”, tem uma assessoria formada de abestados.
Temer convidou Maia para uma reunião depois de seu advogado ter acusado a ocorrência de um “vazamento criminoso” dos vídeos da delação do doleiro Lúcio Funaro, pensando que teria sido a Polícia Federal ou a Procuradoria-Geral da República. O ilustre causídico se deu mal, porque a divulgação das filmagens foi feita dentro da lei, pela Mesa da Câmara dos Deputados. Não houve vazamento.
Este foi o tema da reunião, em que Temer tentou um acordo, ofereceu ao DEM a presidência do BNDES, Maia recusou, e a assessoria do Planalto divulgou a notícia mentirosa de que eles tinham tratado do rito processual da denúncia do Supremo contra o o chefe do governo.
REAÇÃO VIGOROSA – Rodrigo Maia não deixou barato e mandou a presidência da Câmara lançar uma nota oficial classificando de “falsa” a versão do Planalto para a reunião que manteve com Temer. É grave a crise e Rodrigo Maia está definitivamente descolado do Planalto. Agora, é um ex-aliado ou um neoinimigo. E não pretende facilitar a aprovação dos projetos de Temer na Câmara.
O fato é que Rodrigo Maia é um nome em ascensão na política. Demonstra enorme habilidade na política de bastidores e se tornou o mais importante e influente deputado federal. Temer se enganou com ele, pensou que poderia manipulá-lo eternamente.  E também se enganou em relação à procuradora-geral Raquel Dodge, que já demonstrou que não vai se curvar perante o presidente da República e exige a revogação da portaria do crioulo doido, que restabeleceu a escravidão no país.
###
P. S. –  No Planalto, afirma-se que Maia será candidato à sucessão de Temer, mas  não há procedência. Maia quer levantar o DEM com a candidatura de João Doria à Presidência. Ao contrário do que apressadamente revela a mídia, esta hipótese não está afastada. Doria já foi picado pela mosca azul, como se dizia antigamente, e não vai abrir mão da candidatura tão facilmente. Tudo vai depender da evolução das pesquisas(C.N.)

Michel Temer se comparar com o treinador Tite é um bocado de exagero…


Resultado de imagem para temer e tite charges
Charge do Amarildo (amarildo.com.br)
Elizabeth Lopes e Daniel GalvãoEstadão
Com a vitória na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que aprovou por 39 votos a 26 o relatório de Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) pelo arquivamento da segunda denúncia da PGR, e certo de que tem assegurada também a derrubada da acusação criminal no plenário da Câmara, mesmo com menos votos em relação à primeira denúncia, o presidente Michel Temer (PMDB),irá se dedicar agora à reconstrução de sua própria imagem e de seu governo.
Em dez dias, informa a Coluna do Estadão, a comunicação da gestão peemedebista vai iniciar uma ofensiva nas redes sociais, atacando a gestão da antecessora Dilma Rousseff (PT) e sugerindo que Temer atua no comando do País tal qual o técnico Tite, da seleção brasileira.

###
JUCÁ DÁ O PONTAPÉ INICIAL
Paulo Gama e Bruno Boghossian 
(Folha)
Líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR) comparou Michel Temer ao técnico Tite, que reergueu a seleção brasileira, e Dilma Rousseff ao antecessor dele, Dunga, que foi demitido da equipe com ela fora da zona de classificação nas eliminatórias para a Copa de 2018.
“Para fazer uma analogia com o futebol, estávamos lá embaixo nas eliminatórias, mudou o técnico, mudou a forma de atuar, e o Brasil hoje com Tite está em primeiro lugar no ranking do futebol”, disse nesta sexta-feira (21) a uma plateia de empresários, num evento da Lide, empresa de João Doria, prefeito de São Paulo.
Analogia semelhante, mas no sentido inverso, havia sido feita por Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado, que comparou a gestão de Temer à “seleção do Dunga”. “Queremos a seleção do Tite para dar orientação.”
RISOS E APLAUSOS – Jucá fez a comparação, que arrancou risos e aplausos dos executivos do Fórum Empresarial em Foz do Iguaçu depois de elencar uma série de medidas adotadas pelo governo Temer.
Disse considerar que, depois de o peemedebista ter sido efetivado no Planalto, o governo já conseguiu reduzir índices de inflação, amenizar a taxa de juros além de ter dado início a medidas microeconômicas, como liberação de recursos do FGTS.
Investigado pela Lava Jato, o senador voltou a dizer que defende a operação e pediu “responsabilidade” nas acusações.”Hoje todos estão sendo caluniados —ou não. O que vai definir é a investigação. Quem tem seriedade quer investigação. Estamos vivendo tempo de generalização, de facilidade de acusação. É preciso trazer tempo de responsabilidade.”
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Sinceramente, ser elogiado por Romero Jucá significa levar gol contra… Com toda certeza, comparar Temer a Tite é um bocado de exagero, trata-se de uma campanha destinada a cair no ridículo. Ao que parece, o marqueteiro de Temer, que se chamado Elsinho Mouco, está fazendo ouvidos de mercador, como se dizia antigamente(C.N.)

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Mulher é morta a tiros em ônibus


 

Image-0-Artigo-2312639-1
A mulher morreu dentro do ônibus. Os acusados do crime fugiram e ainda não foram localizados ( FOTO: NAVAL SARMENTO )
Uma mulher ainda não identificada foi morta a tiros na noite de ontem dentro de um ônibus, no bairro Genibaú. Os acusados do crime ainda não foram identificados pela Polícia.
De acordo com testemunhas, seis homens armados entraram dentro do ônibus que fazia a linha Genibaú/Lagoa (356), sacaram as armas e mandaram o motorista desviar até as proximidades da Rua Moçambique, no bairro Genibaú. No local, eles efetuaram vários disparos contra a mulher e fugiram a pé.
A motivação do crime não foi informada. A vítima não portava documentos e não foi identificada até ontem. Equipes da Perícia Forense do Ceará e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no local do crime e iniciaram a investigação.
Outro caso
Na noite da última segunda-feira (16), uma passageira de um coletivo que fazia a linha João Arruda / Antônio Bezerra foi atingida por quatro tiros, quando o veículo passava pelo bairro Planalto Pici.
De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi surpreendida dentro do ônibus, por uma outra mulher que embarcou e efetuou os disparos. Após o tiroteio, a suspeita fugiu.
A vítima, que teria aproximadamente 20 anos, foi lesionada nos braços e pernas. O ônibus seguiu para o Terminal de Antônio Bezerra e uma equipe médica que estava de plantão no local realizou os primeiros socorros.
Em seguida, a mulher foi levada por uma ambulância do Samu para o Instituto Doutor José Frota (IJF). A motivação do crime ainda não foi informada.
Os acusados do crime também não foram localizados.

“Mão Santa pediu para revitalizar esta praça ainda na transição”- lembra Gracinha M. Sousa em discurso


 

                                        Gracinha M. Sousa
Ontem, quando discursava na Praça da Graça, por ocasião da solenidade que marcou a devolução daquele logradouro ao povo, a secretária municipal de infraestrutura, Gracinha Moraes Sousa, lembrou que, ainda no processo de transição, antes da posse do atual prefeito, Mão Santa pedia que deseja ver aquele espaço revitalizado, como um espaço de todos.
“Estamos entregando hoje, recuperado, este espaço que é um pedaço de todos nós. Mão Santa pediu isso ainda no processo de transição. Isso representa o resgate de nossa história, porque todos nós temos a lembranças de bons momentos aqui vividos. Durante os trabalhos, ficávamos aqui trabalhando e ouvíamos das pessoas: “Mão Santa veio pra fazer. Nós não andávamos mais aqui, com medo dos drogados. Mas os drogados não são maus. São apenas vítimas de um sistema. Mas a verdade é que aqui, todos sabem, não havia mais tranquilidade em circular na praça. Não havia mais nenhuma referência da importância desta praça. E Mão Santa, ainda na campanha política, prometeu reconstruir, aqui, o que os outros abandonaram,  para poder nos rebaixar. Sou parnaibana, sim. Devem,os ter orgulho de Parnaíba, que é o melhor lugar do Piauí. Isso aqui, hoje, representa o resgate das coisas pequenas, mas que representam a grandeza da cidade. Isso é só o começo, porque os projetos de Mão Santa para Parnaíba são bem maiores”- disse Gracinha, em seu discurso.

Servidores estaduais fazem manifestação contra falta de atendimento pelo Plamta


 

Com boa parte dos atendimentos suspensos em clínicas e hospitais conveniados com o Plamta, servidores do estado do Piauí, ligados ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica Pública (SINTE-PI) realizaram uma manifestação nesta quarta-feira (18/10), em frente ao Instituto de Assistência a Saúde do Servidor - IASPI.
Diretora geral do Iaspi, Daniele Aita
Diretora geral do Iaspi, Daniele Aita
“Não conseguimos entender como é feito o desconto no contracheque do servidor e esse valor não é repassado as clinicas e hospitais”, reclama Paulina Almeida, presidente do Sinte-PI.
Daniela Aita, diretora geral do Instituto de Assistência a Saúde do Servidor, disse, nesta manhã de quarta-feira, que a planilha de pagamento dos conveniados está sendo cumprida e deverá ser concluída na segunda-feira, dia 23/10.
Daniela disse que as urgências e emergências continuam sendo atendidas normalmente pelo plano e que somente as cirurgias marcadas previamente estão suspensas.