segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Místicos dizem que 2014 será ano de embates

 

 

Místicos dizem que 2014 será ano de embates (Foto: Bruno Carachesti/Diário do Pará)
Para o babalorixá Adnamar de Ogum, este ainda não será um ano bom para Belém: mudanças para melhor virão somente a partir de 2015 (Foto: Bruno Carachesti/Diário do Pará)
 
 

O ano de 2013 se despede e deixa uma nova série de desafios para o ano-novo que promete -segundo os místicos, astrólogos, umbandistas, cabalísticos e adivinhos – ser de muitas lutas e também de vitórias. Vêm aí a Copa do Mundo, que será sediada no Brasil, as eleições para presidente e governador e ainda a busca pela tão sonhada paz. 
De acordo com o babalorixá Adnamar de Ogum, este não será um ano bom para Belém, que deverá sofrer mudanças para melhor somente a partir de 2015. Enquanto que o astrólogo Mayas Filho prevê um ano de investimentos para a cidade. 
Em 2014, um atleta paraense também poderá se destacar e conquistar o Brasil, tornando-se um novo ídolo. 
Para quem acredita no poder das cores e na energia delas, o recomendável é passar a virada de ano vestido com as cores vermelho e branco.
Para a numerologia, 2014 é um número par e isto já indica um ano de mudanças quando comparado a 2013, que é ímpar e tendeu a ser negativo em diversos aspectos.
“Em 2014 nada será igual a como foi em 2013. Tudo muda e as coisas não se repetem. Neste ano-novo veremos tudo aquilo que não vimos no ano que passou”, exalta o babalorixá.
Mayas Filho explica que soma da numeração 2-0-1-4 resulta num total de sete, número considerado bom, de progresso, porém com um custo elevado. “Sete são as cores do arco íris, são os dias da semana, as notas musicais, os mares, os pecados capitais, os anões... O sete é um número que trás consigo grandes mistérios”, ressalta o astrólogo.
Os astros indicam que o ano-novo será regido por Júpiter, que é considerado o grande benéfico do zodíaco e todos serão favorecidos por ele. “Todos podem esperar o melhor para suas vidas. O que estava parado vai voltar a andar com toda força”, prevê Mayas.
Ao mesmo tempo, o babalorixá Adnamar reforça que, para os umbandistas, o novo ano será regido por Xangô e Inhansã, orixás considerados da guerra e da justiça. No sincretismo, Xangô equivale a São Judas Tadeu, São Jerônimo, São João Batista e São Pedro; enquanto que Inhansã é Santa Bárbara para os católicos. Isto já aponta para um período de lutas, conquistas e vitórias para todos.
“Num panorama sobre o Brasil, a nossa seleção tem o dever de conquistar a taça do mundo. Além disso, o povo terá de lutar para escolher o novo chefe de Estado, quem serão os novos governantes e a vitória será dos melhores”, adianta Adnamar.
Nem Adnamar e nem Mayas, porém, arriscaram a previsão para o resultado da Copa do Mundo. Eles atentam apenas que os Estados onde os jogos irão acontecer irão dar um salto grandioso na economia. Como Belém não está entre as sedes das partidas, não deve receber investimentos consideráveis. “A copa vai gerar empregos e finanças para muitas famílias, mas em Belém as coisas só devem melhorar a partir de 2015”, enfatiza o babalorixá.
Em relação a política, o babalorixá afirma que o Pará tem dois nomes muito fortes para disputar as eleições para governador e a disputa não será fácil. Em contrapartida, o astrólogo ressalta que serão três candidatos na disputa e os dois nomes que forem para o segundo turno serão os mais fortes e os mais cotados desde o início da campanha. 
“Vai vencer o que tiver o melhor poder de articulação”, disse Mayas Filho, Ele ressaltou ainda que a presidente Dilma Rousseff não terá problemas para se reeleger.
Para 2014 é pouco provável que os brasileiros saiam às ruas novamente em grandes atos de manifestação. No entanto, as áreas da saúde e segurança devem ser as mais cuidadas pelo poder público. “É possível sim que haja desenvolvimento na área da saúde”, frisa Adnamar de Ogum. “Educação, saneamento e transportes ainda terão de espertar. Há muitas deficiências nestes setores, tanto a nível nacional como estadual”, completou Mayas.
Início de ano pede cuidado. Pará pode brilhar no esporte
No ano passado, o babalorixá Adnamar de Ogum destacou que a música paraense e a cultura do Estado seriam levados ao cenário nacional de forma como nunca foi vista. “Comentei que seria o melhor ano para a Gaby Amarantos, e foi. Para este ano -novo, acho que a música paraense sai um pouquinho do foco, mas um novo paraense irá se destacar, só que no esporte. Mais precisamente algum lutador”, projetou.
A economia paraense vai continuar impulsionada pela mineração, segundo Adnamar, porém os conflitos envolvendo povos indígenas devem se intensificar no interior do Estado. “Eles estão sendo expulsos de casa pelo homem branco. Ainda vão rolar lutas e conflitos”, comenta o umbandista.
Para muitos paraenses, alerta o astrólogo Mayas Filho, o ano já pode começar com tristezas. Por isso é importante que todos tenham cuidado com a segurança. “Logo na entrada do ano muitos brasileiros irão chorar muito. Os paraenses terão um ano sem grandes atropelos, somente pequenos eventos desagradáveis”, prevê.
Otimista, o babalorixá não comenta sobre previsões para tragédias. “Não adianta dizer que vai morrer alguém porque todos estamos aqui para isso. Tragédias e fenômenos acontecem desde o início dos tempos. Aviões sempre estão sujeitos a cair e navios a naufragar. Acho que o mais importante agora é pedir paz. O mundo precisa de orações e pedindo o fim da violência”, frisou Adnamar.
(Diário do Pará)
 


 

'Banhos' para a virada de ano fazem sucesso

'Banhos' para a virada de ano fazem sucesso (Foto: Azyr Quaresma/Diário do Pará)
Beth Cheirosinha: corrida às barracas do Ver-o-Peso oferece mil receitas para começar o ano muito bem (Foto: Azyr Quaresma/Diário do Pará)
 

No Ver-o-Peso, começou a procura pelos produtos e receitas especiais para a virada. Veja as dicas das erveiras para atrair boas energias 
A regra para o primeiro banho é: não pode molhar a cabeça. Essa é uma das instruções que Beth Cheirosinha passa para quem compra os famosos banhos de cheiro para o Ano-Novo. O segundo passo é colocar uma roupa clara e dar uma voltinha na rua: “As perturbações vão saindo, tem que pegar um vento para deixá-las irem ficando pra trás”.
E a procura pelo banho de cheiro e as outras essências já tem sido grande desde o começo de dezembro, segundo os vendedores. Há mais quem procure o kit com o banho de descarrego e o outro, recheado de boas energias
“Abre caminho, chega-te a mim, ganha aqui ganha acolá, uirapuru, fortuna, manjericão, patchouli, priprioca, cheiro do pará...”, vai enumerando Beth, explicando a necessidade de cada um dos itens.
Quem mora em Belém está acostumado, quem já morou e foi embora também volta e faz a encomenda nas barraquinhas de cheiro do mercado do Ver-O-Peso. Lorena dos Anjos, por exemplo, mora em Goiânia e trouxe um pedido: “Já me pediram para levar um ‘Chora aos meus pés’”.
O banho de descarrego deve ser diluído na água e usado apenas do pescoço para baixo. O segundo banho pode ser na cabeça, e tem que ser concentrado, segundo Beth: 
“Esse banho vence tudo, vence batalha. Tem ‘comigo ninguém pode’, ‘surrador de feiticeiro’. É para levar de vez o ano velho”.
O kit com os dois banhos sai apenas R$ 20 e não faltava quem quisesse comprar. É o caso de Doralice Tavares, que afirmou que andava se sentindo carregada e teve um ano difícil: “Já vou tomar banho com limão e outras coisas, vim aqui para ver algumas outras coisas que possam levar o mau olhado e o olho gordo para longe de mim”.
(Diário do Pará)
 


 

Morte de Pinduca é apenas boato

Morte de Pinduca é apenas boato (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
 
Postagens no Facebook e no Twitter realizadas na manhã de hoje anunciaram a morte do 'Rei do Carimbó', Pinduca, mas tudo não passou de boato. O DOL falou com o cantor paraense por telefone no início da tarde deste sábado (28).
"Isso é inveja da minha vitalidade", afirma Pinduca. "Desmente essa história e diz que eu estou é fazendo shows por aí", disse o rei do carimbó à reportagem.
Aurino Quirino Gonçalves, o Pinduca, tem 76 anos de idade e faz carimbó desde os 14. Ficou conhecido por levar o ritmo folclórico paraense às gravadoras comerciais e torná-lo conhecido do grande público, consagrando-se como o Rei do Carimbó.



Simpatias: saiba como conseguir sucesso em 2014


Sucesso e fracasso fazem parte da nossa vida. Às vezes perdemos, mas para poder ganhar mais lá na frente. No entanto, perder sempre ou não ter sucesso em nada na vida, não é nada bom.
Você anda desanimado com sua vida? Está difícil de ter sucesso com suas metas? Não consegue realizar muitos planos? Está na hora de mudar esta situação. Aproveite que 2014 está chegando e veja algumas dicas para ter sucesso.
DOL
>> O DOL mostra até o dia 31 de dezembro algumas simpatias para conseguir emprego, amor, paz, saúde, dinheiro e sucesso. 
 


 

Jovem desaparecida faz contato com a família

 

 

Jovem desaparecida faz contato com a família (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
 
 

 Belém -
A adolescente Natasha Cristine da Silva, de 14 anos, que está desaparecida desde a manhã da última quinta-feira (26), fez um contato com a mãe por volta das 17h horas deste sábado (28).
Segundo informações repassadas pelos familiares da jovem, ela teria ligado de um número de telefone desconhecido para o celular da mãe e chorava muito dizendo que não podia voltar e que não sabia sua localização. "A ligação foi muito rápida e ela chorava muito dizendo que não sabia onde estava e que não podia voltar pra casa. Estamos achando que ele (o namorado) está ameçando ela". Disse Débora, tia da jovem.
Após essa primeira e única ligação, a família já tentou de várias formas, algum contato com Natasha, mas não conseguem ter informações de onde possa estar a adolescente. "Já tentamos ligar para o número dela e para o número que ela nos ligou, ambos estão desligado, estamos muito preocupados com o que possa estar acontecendo com ela", disse a tia.
A polícia civil informou que para complementar as investigações, é importante um outro registro contendo essas novas informações.
O CASO:
Natasha Cristine Silva desapareceu na manhã do dia 26 de dezembro após sair de casa para o ponto de ônibus, ela iria para a casa da avó, onde passaria o ano novo.
"Ela me ligou antes de pegar o ônibus pra vir pra minha casa. Me ligou por volta das 8h e disse que tava vindo, mas não apareceu", disse Rosa Maria Lopes, avó de Natasha.
A família mora no bairro de Águas Lindas e a avó da menina no bairro da Sacramenta. De acordo com os familiares, essa foi a primeira vez que a adolescente desapareceu sem dar explicações.
A família registrou um boletim de ocorrência, onde citaram o namorado de Natasha. O rapaz, também menor, seria vizinho dos pais da jovem, e, na tarde de ontem, teria se despedido de vários amigos, pois viajaria até Mosqueiro, sem data para voltar.
Cartazes e fotos de Natasha estão sendo distribuídas pelo bairro e ruas próximas.
(DOL)
 


 

Presos suspeitos de estuprar e roubar ribeirinhos

 

 

Presos suspeitos de estuprar e roubar ribeirinhos (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Cinei estuprou mulher de 40 anos enquanto Sidinaldo violentou menina de apenas 12 (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
 

Uma família de ribeirinhos viveu os piores momentos de suas vidas nas mãos de dois homens neste final de semana, que acabaram cometendo uma série de crimes que deixou indignada a população do município de Oeiras do Pará, sendo necessária a intervenção da Polícia Militar para não serem linchados pela revolta do povo.
O DIÁRIO teve acesso às informações que levaram a prisão de Sidinaldo Dias dos Santos conhecido como “Naldo” e Cidnei da Conceição Dias do Espírito Santo conhecido como “Paca podre” moradores do rio Cruanã em Oeiras, na microrregião de Cametá.
Segundo a delegada Ocione Maria Ferreira Guidão, as vítimas, uma senhora de 40 anos, duas crianças, a filha de 12 anos e um sobrinho de 15 anos navegavam pelo rio Cruanã em um motor típico da região conhecido como “rabudo” quando este deu uma pane no meio do rio.
Depois de algum tempo, surgiram em outra embarcação “Naldo” e “Paca Podre”, que se prontificaram em ajudá-los levando-os para um braço de rio onde possivelmente a família receberia ajuda, consertaria a embarcação e seguiam viagem.
Mas, o drama da família estava apenas começando. Depois de ser levada para uma área erma e distante, a mulher foi desembarcada na beira do igarapé e estuprada por Cidnei da Conceição Dias do Espírito Santo, enquanto Sidinaldo Dias dos Santos se embrenhou na mata com a menina de 12 anos, praticando o mesmo crime.
Eles ainda roubaram a família e espancaram o rapaz que acompanhava a senhora na viagem deixando-os feridos as margens do igarapé onde não há casas por perto e não passa ninguém que pudesse socorrer as vítimas.
Com ajuda de um tronco de madeira e um pedaço de remo, a senhora estuprada conseguiu ser levada pela correnteza e encontrada por um ribeirinho que prestou socorro as vítimas e logo a Polícia Militar de Oeiras do Pará conseguiu prender Sidinaldo Dias dos Santos enquanto o parceiro Cidnei da Conceição Dias do Espírito Santo foi preso com ajuda do reforço que seguiu de Belém para Oeiras do Pará.
Quando soube do ocorrido, a população de Oeiras do Pará foi para as ruas na tentativa de invadir a delegacia e fazer justiça com as próprias mãos. Uma força tarefa foi deslocada de Belém em helicópteros para o município e conseguiu restabelecer a ordem.
Encarregada do flagrante a delegada Ocione Maria Ferreira Guidão, do Propaz/Belém, autuou em flagrante a dupla de estupradores com base no artigo 157 § 2º, inciso I, II e V, artigo 217 A, caput, artigo 129 caput, artigo 213 do Código Penal Brasileiro combinado com o artigo 29 caput.
Por medida de segurança após a decretação da prisão preventiva pelo juiz local Sidinaldo Dias dos Santos e o parceiro Cidnei da Conceição Dias do Espírito Santo foram transferidos para uma unidade prisional no município de Cametá.
(Diário do Pará)
 


 

Irmão de Jackson Lago diz que é candidato a governador do Maranhão

Zeluís Lago confirma que vai sair candidato ao governo do Maranhão

Presidente do Partido Pátria Livre (PPL) no Maranhão, o médico Zeluís Lago confirmou ontem que irá disputar o governo do Estado nas eleições de outubro de 2014. Irmão do ex-governador Jackson Lago, Zeluís aposta no sentimento da sociedade de não querer apenas eleger um governador, ‘mas um governante que de fato seja representante das camadas populares’.
“Comecei a fazer política nos movimentos estudantis, depois fui para as ruas com o Jackson e outros companheiros para conversar com as lideranças de bairro, comunitárias e religiosas. Este modelo político, em que se conversa e ouve o anseio e a vontade das pessoas está bastante esquecido e nós vamos resgatá-lo”, afirmou.
Para Zeluís, o cidadão maranhense não quer participar do processo eleitoral apenas como eleitor. “Tenho conversado com as pessoas e uma das principais manifestações que mais ouço é o desejo de ser ouvido. O maranhense quer contribuir na organização das propostas de um governo. Eles dizem que o agricultor é quem melhor sabe o que deve ser feito no campo em que ele trabalha, assim como o professor e o aluno pra dar norte aeducação, o médico e o paciente pra melhorar a saúde como também o policial e o cidadão nas ruas em relação a segurança. Reclamam que o governo as vezes chega, mas sem ouvir o que eles pensam e, por isso, muitas vezes as poucas ações não surtem o resultado esperado. Eu e o PPL estamos trabalhando pra mudar este modelo”, explica.
Consciente da necessidade de buscar apoio de partidos maiores para formar uma boa coligação, Zeluís aponta o PSB e o Prós como possíveis parceiros. “O PPL foi o primeiro partido a declarar apoio a candidatura do Eduardo Campos (PSB), então podemos trabalhar a reciprocidade em nosso estado. Já o Prós é um partido que em breve estaremos conversando com a direção estadual, além de eu ter sido um dos coordenadores do campanha do Ciro Gomes (Prós) a presidente aqui no Maranhão, quando também fui candidato a Senador em 1998. Além destes buscaremos conversar com amigos de outras siglas que queiram participar deste projeto que renove o ânimo, a paixão e a esperança dos maranhenses”, disse.
Secretário municipal de Orçamento Participativo do governo Edivaldo Holanda (PTC), Zeluís classifica que algumas ao prefeito de São Luís são normais e outras totalmente injustas. “Falo com a experiência do que vivi com o Jackson, prefeito eleito três vezes desta cidade. Nos primeiro anos era assim. As críticas vinham e ele estava trabalhando, ouvindo a população e organizando projetos para dar a melhor resposta para a população. No final, a população e até os veículos que lhe criticavam reconheciam seus acertos. Este primeiro ano do prefeito Edivaldo Holanda foi assim. Ele trabalhou e continua trabalhando firme, buscando recursos em Brasília e colocando sua equipe pra conversar com a população. O resultado é que as ações já começaram e avançam em benefício das pessoas. Tenho certeza que 2014 será um ano de resultados bem mais concretos e positivos para a cidade e que o prefeito Edivaldo terá a melhor aprovação da população ludovicense”, acredita.( Do Blog do Manoel Santos /JP )

Candidato do PDT é o que mais tem crescido nas pesquisas eleitorais do Maranhão

Instituto Conceito apresenta cenário eleitoral na disputa para governador no Maranhão

O Instituto Conceito realizou mais uma rodada de pesquisa para avaliar a preferência do eleitorado maranhense e apresentar como está o cenário político na disputa pelo governo do estado. De acordo com os números, o presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB) lidera a disputa. O levantamento aponta que na pesquisa estimulada o comunista teria 53,4% dos votos, seguido por Luís Fernando (PMDB) que aparece com 20,5%. a deputada estadual Eliziane Gama (PPS) teria 7% dos votos e Hilton Gonçalo (PDT) soma 6,2%. Esta é a primeira vez que o Instituto realiza a simulação com inclusão do nome da presidente do PPS.
Aqueles que votariam nulo somam 4,1% e outros 8,8% ainda não sabem em quem votar ou não responderam ao questionário. A margem de erro estimada é de 3 pontos percentuais, em um intervalo de confiança de 95%. O levantamento de campo foi realizado entre os dias 06 e 12 de dezembro. O Instituto Conceito adotou amostra estratificada por cotas, com o total de 1940 entrevistas, para obter representatividade para o conjunto de 38 municípios escolhidos de forma aleatória, porém incluindo as quinze cidades mais populosas do estado.
Espontânea – No quesito em que não é colocado nomes para o entrevistado, o presidente da Embratur, também lidera a pesquisa com 37,5%, seguido por Luís Fernando com 10,1%, depois é citado que o “candidato de Roseana” 5,3%, Eliziane Gama aparece com 2,8% e Hilton Gonçalo tem 1,4%. Ainda são citados na pesquisa: Edson Lobão (PMDB) 1%; João Castelo (PSDB) 0,6%; Zé Reinaldo (PMDB), João Alberto (PMDB) e Tadeu Palácio (PPS) todos com 0,3%, ainda são citados Marcos Silva (PSTU) com 0,2% e Dutra e Roberto Rocha 0,1%. Nenhum 0,6% e Não sabem ou Não responderam 39,7%.
Rejeição – O candidato da governadora Roseana Sarney lidera o índice de rejeição nas eleições 2014, de acordo com a pesquisa do Instituto Conceito. O levantamento aponta que na pesquisa estimulada quando é feito a seguinte pergunta: “Em qual destes candidatos você não votaria de jeito nenhum para governador do Maranhão?” Luís Fernando tem 38,9% da rejeição, seguido de Flávio Dino 21,6%, não sabem ou não responderam somam 39,5%.
Aprovação do governo – O Instituto Conceito ainda mediu o índice de aprovação do governo Roseana Sarney que se encerra em 2014. Entre os entrevistados 45,7% aprovaram a administração estadual, enquanto que 44,3% reprova. O número que não sabem ou não responderam soma 10%.
Hilton Gonçalo – Os números apresentados pelo Instituto Conceito demonstram que a oposição lidera a disputa pelo governo do estado, porém é o nome de Hilton Gonçalo que vem crescendo e surpreendendo nos levantamentos apresentados. O ex-prefeito de Santa Rita, que terminou sua administração municipal com 83%, já supera a faixa dos 6% e começa a colar na candidata Eliziane Gama, que concorreu ao cargo de prefeita em São Luís e é deputada estadual já em segundo mandato.

Charge do dia: Roseana quer “construir” presídios sem licitação, chamem a Polícia Federal…


Lembram dos 72 hospitais, das dispensas de licitações que culminaram com o grupo Sarney elegendo todos seus deputados, senadores e a candidata ao governo nas eleições de 2010?
Pois é, em 2014, ano de eleição, ela quer construir 11 presídios ($) …
Fiquem com a charge do dia, feita pelo blogueiro e cartunista Caju:
Roubada $$$
Roubada $$$

De mãos com o passado


 

JOÃO BOSCO RABELLO – O Estado de S.Paulo
A véspera do réveillon registra dois episódios emblemáticos do que foi 2013 como ano fértil em demonstrações de resistência da classe política à travessia para o século XXI, em que a transparência, e o tão aviltado quanto banalizado conceito republicano, se impõem como regra de conduta irreversível./


"Cerca Velha": sai de perto de Sarney, Dilma...
“Cerca Velha”: sai de perto de Sarney, Dilma…


Os dois momentos, que sintetizam as dezenas de maus exemplos de homens públicos , têm como protagonistas dois ex-presidentes do Senado, um novamente no exercício do cargo, e outro que soma à biografia ainda um mandato de presidente da República.
José Sarney e Renan Calheiros desafiam os limites da tolerância geral que os protestos de rua de junho sugerem ter chegado ao ponto final. Pior, ambos refletem, mais que uma postura pessoal – o apego majoritário de autoridades a um modelo que mistura público e privado e traduz prerrogativas de cargos por garantia de privilégios pessoais.
Sarney mostrou que não tem limites quando se trata de defender o clã familiar que governa o Maranhão há décadas. Em defesa do governo de Roseana, sua filha, cuja omissão torna iminente uma intervenção federal na gestão penitenciária, vangloriou-se de manter a violência restrita aos portões da penitenciária.
Difícil imaginar declaração mais reveladora do arcaísmo político que orienta o pensamento e as ações do último grande representante da velha política coronelista, indiferente ao relatório do Conselho Nacional de Justiça que registra, entre outras atrocidades, um vídeo com um preso tendo à mostra tendões, músculos vasos e ossos, após uma agressão que o levou à morte.
O presídio não tem grades mais a separar as celas e as visitas íntimas são realizadas em ambiente coletivo, com abusos sexuais de toda a sorte, cenário que põe o Maranhão, outra vez, na liderança dos piores índices do país, mesmo em comparação com penitenciárias comandadas pelo crime organizado.
Renan se utilizou de um avião da FAB, a cujo uso tem direito em deslocamentos entre seu Estado e Brasília, para um procedimento médico de fins estéticos, escorando-se no questionável cálculo de que não alteraria o custo para o contribuinte se o percurso o levasse a Alagoas ao invés do Recife.
Renan e Sarney fecham um ano em que o Congresso Nacional deu demonstrações seguidas de pouco caso com a pressão da sociedade por mudanças que senão vierem por virtude, virão por imposição.
A falta de limite na leitura do certo e do errado no manual da vida pública é que torna o Poder Legislativo o sujeito da ação conspiratória contra sua imagem, que o PT – primeiro na fila do ciclo de punição iniciado com o mensalão -, insiste em identificar na imprensa.

Finalizando 2013, imagens da vergonha maranhense…

 

Este blog não pretende fazer uma nova retrospectiva, até porque já escrevi sobre (reveja). Quero deixar apenas algumas imagens que marcaram o cotidiano na cena política maranhense em 2013. Na primeira, uma foto tirada em pleno furor dos protestos que tomaram conta do Brasil.
Nas ruas de São Luís, as cobranças de promessas feitas pelo grupo Sarney.
O deputado licenciado e secretário de estado da Saúde, Ricardo Murad, o maior ‘operador’ do “Esquema Sarney” ensaiou a contrução de alguns hospitais. Na cabeça fria e calculista do cunhado da governadora Roseana Sarney, fazer a “Saúde funcionar” é construir esqueletos em algumas cidades…
foto-92
Na imagem abaixo, ambulancias de cidades do Maranhão buscando vagas para pacientes em hospitais do Piauí. 
515d8d237f7503886ca81097cfdfd9a8-337x450
Saiba mais sobre o desfecho dessa história, clicando aqui:
Abaixo, um policial metralhado num trailer da PM…
Esta é a lamentável imagem da Segurança prometida por Roseana Sarney, nem a policia está segura…
PM MORTO
E para fechar a série de descalabros, o maior engodo eleitoral que a familia Sarney fez com os maranhenses: 
refinaria-premium( Do Blog do Ricardo Santos/JP )

Presidentes da Câmara e do Senado criam tropa de elite para uso particular

Por Edson Travassos Vidigal* 


O presidente do Senado, Renam Calheiros e o presidente da Câmara, Henrique Alves, enviaram, ilegalmente, seguranças do Congresso para missões secretas em seus redutos eleitorais. Tais seguranças são servidores públicos concursados do Congresso Nacional e fazem parte da chamada “Polícia Legislativa”, que tem atribuições específicas de guarda e proteção de parlamentares e do patrimônio do Legislativo federal e não podem ser utilizados em “missões secretas” fora do Congresso Nacional, quanto mais, fora de Brasília.

Chamada.jpg
Polícia Legislativa sendo usada pelos presidentes da Câmara e do Senado em “missões secretas”: tropa de elite ou milícia particular?

Entretanto, nosso ilustre presidente do Senado, Renam Calheiros (PMDB-AL), enviou-os em missões sigilosas ao seu reduto eleitoral. A revista ISTOÉ descobriu a realização de pelo menos três viagens desta que poderia ser chamada de “Operação brasileiros, vocês são todos idiotas”. Tais viagens foram realizadas em fevereiro, outubro e novembro deste ano que, pelo visto, ainda esconde muita bandidagem de nossos representantes eleitos.
Pelo que foi apurado, parece que os objetivos escusos de tais missões incluíam diligências  ilegais, espionagem de pessoas e tomada de depoimentos em uma delegacia da polícia civil. A “Operação brasileiros, vocês são todos idiotas” contou com a mobilização de pelo menos três servidores: Everaldo Bosco, Gabriel Reis e Floriano Pinheiro, que, segundo a ISTOÉ, bancaram os xerifes pessoais de Renam Calheiros em sua terra natal, Alagoas, violando competências exclusivas da Polícia Federal e da Polícia Civil.
Já do lado da “bacia emborcada” do Congresso (A Câmara do Deputados), o Presidente da casa, nosso também muito ilustríssimo deputado Henrique Alves (também do PMDB), enviou ao Tocantins dois “caveiras” para ficarem 10 dias “colhendo provas” para um tal processo administrativo. Segundo a ISTOÉ, ao custo de R$7 mil em diárias, outros tantos gastos em passagens e aluguéis de carros, tudo pago pela Câmara com o nosso dinheiro, os servidores Edilson Brandão e Thiago Elízio teriam percorrido os municípios de Formoso do Araguaia e Gurupi dando carteiradas, realizando interrogatórios e “reunindo informações”. De acordo com a ISTOÉ, a assessoria de imprensa da Câmara alegou que o trabalho externo (ilegal e que extrapola em muito a competência da polícia legislativa) se deu como parte de uma investigação de fraude previdenciária (?!) e se negou a fornecer detalhes desta relevante “investigação”.
Claro que é apenas coincidência que, algum tempo após a “colheita de provas” desta heróica e louvável investigação de fraude previdenciária por parte de nosso ilustre presidente da Câmara, o deputado federal Osvaldo Reis, do PMDB de Tocantins subiu à tribuna da casa para denunciar fraude no Instituto de Gestão Previdenciária do Estado (Igeprev). Na ocasião, Reis entregou um dossiê do caso ao ministro da Previdência, Garibaldi Alves. E a partir de então,  o fato teria se tornado centro de uma guerra entre a oposição e o governo do Tocantins.
E claro que, também, só pode ser coincidência o fato de que Renan Calheiros pretende eleger em 2014 o seu filho, carinhosamente apelidado de Renanzinho, governador das terras que hoje sofrem a ação da “arapongagem” de sua tropa de elite pessoal.

SEGURANCA-04-IE-2302.jpg
Henrique Eduardo Alves e Renan Calheiros, nossos ilustres PMDbistas presidentes da Câmara e do Senado e suas tropas de elite particulares. O que diria a eles nosso amado Capitão Nascimento?

Mentes maldosas estariam especulando se tais missões externas seriam “apenas” um ilegal excesso administrativo, com explícita extrapolação de competências, ou se seria uma vexatória e criminosa ação polítiqueira contra rivais do PMDB em Alagoas e em Tocantins.
Me recuso a acreditar que nossos ilustres parlamentares eleitos possam nos faltar com o respeito e se rebaixar ao ponto de cometerem imoralidades, desonestidades, abusos, mentiras, ilegalidades, crimes e outras atitudes típicas de bandidos, marginais, vagabundos, ignorantes e pessoas torpes e mesquinhas, sem comprometimento com nada além de seus vergonhosos  interesses pessoais. Ainda mais nossos ilustríssimos presidentes da Câmara e do Senado Federal. Isso só pode ser intriga da oposição.
De qualquer forma, parabéns aos “caveiras” que cumpriram com louvor suas missões em mais esta “Operação brasileiros, vocês são todos idiotas”. Como diria nosso maior herói nacional, o capitão Nascimento: “missão dada, é missão cumprida“.
Entretanto, faz-se forçoso citar outras verdades que nosso amado Capitão Nascimento também diria a todos os envolvidos nesta representativa operação:
“Tira essa roupa preta, porque tu não é caveira! Tu é moleque!”
“… o senhor sabe porquê o senhor não vai conseguir trazer esse bote até à margem? Não é só porque o senhor é um fraco. É porque para ter essa caveira aqui [bate no símbolo do BOPE que traz ao peito] é preciso ter caráter. Coisa que o senhor não tem. O seu lugar não é aqui não. Seu lugar é com puta. Seu lugar é com cafetão. Seu lugar é com clínica de aborto.”
“Pede pra sair, senão vai sair debaixo de porrada!”


*Edson Travassos Vidigal é advogado membro da Comissão de Assuntos Legislativos da OAB-DF, professor universitário de Direito e Filosofia, músico e escritor. Assina a coluna A CIDADE NÃO PARA, publicada no JORNAL PEQUENO todas as segundas-feiras.



Emenda garante construção de hospital de 500 leitos em Imperatriz



O recurso, viabilizado em conjunto com os deputados Francisco Escórcio (PMDB-MA) e Hélio Santos (PSD-MA), será alocado junto ao Governo Federal
Ascom



Os recursos para construção de um hospital de alta complexidade, em Imperatriz, no sudoeste do Maranhão, com capacidade de até 500 leitos foram assegurados por meio de emenda de bancada assinada pelos deputados Cleber Verde (PRB-MA), Francisco Escórcio (PMDB-MA) e Hélio Santos (PSD-MA).

A garantia dos recursos foi confirmada à reportagem nessa sexta-feira (27) pelo deputado federal Cleber Verde, em visita à Imperatriz. “Nós destinamos a emenda de bancada para construção desse grande hospital que será referência em atendimento de saúde pública no interior do Maranhão”, disse.

Cleber Verde destacou que a emenda de bancada atende a uma solicitação da secretária Municipal de Saúde, Conceição Madeira e do prefeito Sebastião Madeira que recebeu apoio do secretário de Estado da Saúde (SES), Ricardo Murad e do ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Ele assinalou que o “novo hospital inspira o anseio da comunidade imperatrizense, principalmente dos municípios da região Tocantina que buscam atendimento médico especializado em Imperatriz, considerada a cidade metrópole do sul e sudoeste do Maranhão”.

“A cidade se notabiliza como grande entreposto comercial, instalação de grandes empreendimentos industriais e da construção civil, bem como a implantação do curso de Medicina, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), previsto para março de 2014”, concluiu.

Cuidado presos não retornaram aos presídios



Ismael Araújo/O Imparcial


  São Luis -O juiz da 1º Vara de Execuções Penais, Roberto de Paula, afirma que no Réveillon não teremos saída temporária aos presidiários da capital, pois, as cinco durante este ano conforme dita a lei já ocorreram. Ainda declarou que segundo dados fornecidos pela Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) constatam que mais de 70 presos, que saíram na época natalina, até o começo da manhã de domingo, 29, não tinham voltado aos presídios, pois, o prazo terminou na sexta-feira passada, 27.

Neste ano, as saídas temporárias ocorreram na Semana Santa, mês de abril; Dia das Mães, em maio; Dia dos Pais, agosto; Dia das Crianças, outubro; sendo que a última, em dezembro, justamente na véspera do Natal, 25. “A lei é bem clara que no decorrer do ano deve haver cinco saídas temporárias para os internos que estão no regime semi-aberto e tenham boa conduta”, frisou o juiz.

domingo, 29 de dezembro de 2013

Charge do Duke

 

 

Charge O Tempo 29/12

Ministro da Defesa será substituído. O atual, Celso Amorim, é um traidor da Pátria


Gelio Fregapani


1 – Aparentemente será substituído o atual Ministro da Defesa por um que se interessa realmente pelo poderio militar. O ministro Amorim assinara a convenção dos direitos dos povos indígenas, uma verdadeira traição e depois disto não tinha como se recuperar perante seus comandados. Diferente será com seu provável substituto, um verdadeiro nacionalista, muito considerado pelos militares que o conhecem. Seja bem-vindo, ministro Gabas.
2 – A maior preocupação dos que pensam no Brasil é com o comprometimento de candidatos com o paralisante programa da Marina Silva, na ânsia de cabalar seus votos. Para contrabalançar a influência dela será lançada a candidatura de Ronaldo Caiado, que falará do Estado de Direito, do fim da impunidade,do combate às invasões e do direito às pessoas de bem a defenderem sua família e sua propriedade com o mesmo tipo de armas que os bandidos usam. Se, como esperado, o programa dele tiver mais apelo popular do que o da internacionalista Marina, no mínimo contrabalançará a influência dela. A demora do Governo em controlar as demarcações de terras indígenas é hoje o principal fator de afastamento do mundo rural da campanha pela reeleição e o que mais tende a aproximá-los dos outros presidenciáveis.
3 – A Dívida Pública manipulada nos impôs em 2012 uma sangria R$ 750 bilhões, (44% do orçamento) somente com os juros. Não temos os dados de 2013, mas com certeza o estrago foi maior. Enquanto não baixarmos os juros e não nos livrarmos da dívida nenhum governo pode dar certo, mas isto só conseguiremos se unidos. Lamentavelmente setores da esquerda revanchista insistem em provocar a nossa divisão, a ponto de só nos restar arreganhar os dentes e morder. O pior é que isto não ajuda em nada
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGFregapani está apostando em Carlos Gabas, atual secretário-geral do Ministério da Previdência. Antes, Gabas era cotado para a Casa Civil. É da extrema confiança da presidente Dilma e se dá bem com Lula, o que é o principal. Por fim, o ainda ministro Celso Amorim é o grande responsável pelo acirramento da questão indígena. Fez o Brasil assinar a Declaração Universal dos Direitos das Nações Indígenas, que dá independência política, econômica e territorial a todas as tribos. O resultado é o atual clima de revolta, incentivado pela Funai e pelas ONGs estrangeiras. (C.N.)
 
 

‘É preciso mudar as estruturas que favorecem a corrupção’, diz presidente da Associação dos Magistrados do Brasil


Wilson Lima



iG Brasília 

Recém-empossado como presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), o juiz João Ricardo Costa quer discutir com mais de 14 mil filiados da entidade um projeto de reforma política e de mudanças do sistema eleitoral brasileiro para reduzir a corrupção. Segundo ele, o julgamento do mensalão, no ano passado, aproximou a Justiça dos brasileiros e mostrou a necessidade urgente de mudanças no sistema político nacional.
“A mensagem que o mensalão traz é romper com as estruturas que favorecem a corrupção. Isso não é apenas uma questão a ser resolvida pelo Poder Judiciário. Isso é uma questão para mudar as estruturas que favorecem a corrupção no Brasil”, defendeu em entrevista ao iG.Para Costa, o julgamento do mensalão teve um componente importante: “o olhar de uma sociedade cansada de ouvir notícias de corrupção”. Apesar disso, ele diz que ainda é cedo para saber se os juízes de primeira instância acompanharão o posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento de crimes de corrupção.
iG – Até que ponto as decisões tomadas no julgamento do mensalão podem influenciar em análises de crimes de corrupção por juízes de primeira instância?
João Ricardo Costa - Isso pode influenciar ou não os juízes de base. A estrutura é muito independente. O Supremo, embora julgando, embora dando uma orientação, não significa que todos os juízes sigam essa orientação. Fica o entendimento do juiz que vai julgar. Claro que o Supremo dá um norte na jurisprudência, ele tem sua influência, afinal é o tribunal que define questões de forma definitiva. Mas mesmo assim, a magistratura ainda tem a possibilidade de ter outro entendimento sobre determinadas decisões.
iG – O senhor acredita que o Supremo foi mais duro na análise de crimes de corrupção no mensalão?
Costa - Há um componente político nesse processo, que nós não podemos negar: um olhar da sociedade, uma sociedade que já está bastante cansada de ouvir notícias de corrupção, de malversação de recursos públicos. Agora, se isso vai influenciar em um maior rigor ou não (no combate à corrupção), nós vamos ver depois. A mensagem que o mensalão traz é romper com as estruturas que favorecem a corrupção. Isso não é apenas uma questão a ser resolvida pelo Poder Judiciário. É uma questão para mudar as estruturas que favorecem a corrupção no Brasil.

Barbosa diz que é ‘forte’ a chance de Genoino voltar para a cadeia



Ricardo Brito
Agência Estado


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, afirmou que a chance de o ex-presidente nacional do PT e ex-deputado José Genoino (SP) voltar para a cadeia é “forte”. Barbosa disse ainda que “o preso não pode escolher” ao livre-arbítrio e conveniência onde cumprirá a pena que lhe foi definitivamente imposta. A conclusão consta da íntegra da decisão divulgada sábado, ao negar pedido de Genoino de ser transferido para São Paulo a fim de cumprir, provisoriamente, pena domiciliar.
Na decisão, que foi tomada sexta-feira, 27, o relator do processo do mensalão deu prazo de 90 dias, contados desde 21 de novembro, para Genoino ficar em prisão domiciliar em Brasília. Ele está na casa de um contraparente. Ao fim desse prazo, Barbosa decidirá, após reavaliação do estado de saúde, se o ex-presidente do PT voltará a cumprir pena na prisão em regime semiaberto pela condenação por corrupção ativa.
A defesa do petista tenta assegurar prisão domiciliar para ele, que passou por cirurgia cardíaca no meio do ano. A transferência dele, ainda que provisória para São Paulo, tinha por objetivo retornar para a cidade onde está sua única moradia e a família. A defesa argumentou que o apartamento da filha em Brasília é “muito modesto e de apenas um cômodo” sem “condições espaciais de abrigá-lo”. A filha de Genoino, Mariana, mora em um apartamento duplex de 60 metros quadrados, em edifício com academia, churrasqueira, dois salões de festas e espaço gourmet.
CONSULTA MARCADA…
Os advogados do ex-presidente do PT argumentaram também que, no dia 7, Genoino tem consulta e exames pré-agendados no Hospital Sírio-Libanês, sob a supervisão do médico Roberto Kalil Filho. No despacho, Barbosa afirmou que a prisão domiciliar do ex-presidente do PT é meramente provisória e que o quadro de saúde tem apresentado melhoras desde a detenção. “Como indica a própria defesa, seu estado de saúde está evoluindo e, mais do que isso, todas as informações existentes nos autos indicam que sua condição atual é compatível com o cumprimento da pena no regime semiaberto, dentro do sistema carcerário”, disse.
O relator do mensalão acrescentou que, no dia 26 de novembro, o próprio Genoino havia pedido a desistência dos pedidos para ser transferido para um presídio em São Paulo, tendo em vista que o condenado aceitava cumprir a pena no Distrito Federal. Barbosa destacou que é “firme” o entendimento do Supremo segundo o qual não existe direito do condenado “à transferência para estabelecimento penal de sua preferência, ainda que com fundamento em alegada proximidade de seus familiares”.
“Noutras palavras: o preso não pode escolher, ao seu livre-alvedrio e conveniência, onde vai cumprir a pena que lhe foi definitivamente imposta”, afirmou. Na decisão, Barbosa disse ainda que a transferência “fere o interesse público” porque a prisão domiciliar é provisória e é “forte a probabilidade do seu retorno ao regime semiaberto ao fim do prazo” de 90 dias.

Esbulho salarial

http://1.bp.blogspot.com/_h77BLo4MRuM/S8ZTF_hlKmI/AAAAAAAAFb4/GWwhmZNATyI/s320/charge_mantega_aposentado.jpgPercival Puggina



O governo federal, o governo da sra. Dilma Roussef, o governo petista, o governo dos defensores de bandidos nacionais e estrangeiros, brindou-nos com uma inflação oficial de 5,85% e um crescimento de apenas 2,3% da Economia. Os números são dos piores dentro do grupo de países com os quais o Brasil costuma ser comparado.
O mundo que enxerga um palmo além do bolsa-família já compreendeu que esse governo não merece confiança e está exigindo responsabilidade fiscal e superávit primário. O ministro Mantega, sentindo a pressão, já encontrou a maneira de produzir isso num ano politicamente sensível como será o ano eleitoral de 2014: promoverá um esbulho nos salários dos brasileiros!
É preciso denunciar, leitor, que se a inflação foi de 5,85%, o ato de corrigir a tabela do Imposto de Renda em apenas 4,5% representa um esbulho de 1,35 pontos percentuais no salário de cada trabalhador ou aposentado do país. O governo petista da sra. Dilma Rousseff tomará para si mais 1,35% de todos os salários pagos no Brasil.
Que governo miserável, esse, que tem a coragem de tributar (vale dizer, de se aproprias) de 27,5% dos suados ganhos de quem recebe mais de parcos R$ 4,4 mil reais!
 
 

Charge do Sponholz

Exotismo parlamentar

 

 

Hélio Schwartsman

Folha SÃO PAULO – “Não deixa de ser paradoxal que um dos políticos mais contestados do país, o pastor e deputado Marco Feliciano, não só esteja com sua reeleição garantida como ajudará a eleger outros parlamentares para seu partido (o PSC).”
“As controvérsias durante sua gestão à frente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara deram tanta visibilidade aos evangélicos que a bancada bíblica já se mobiliza para seguir no comando da comissão.”
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Parece que o pastor deputado descobriu o mapa da mina para ficar famoso e obter votos: usar os gays como sacos de pancadas. É deprimente. (C.N.)

Os idos de Benito



 

 


Sebastião Nery



RIO – “Eu sou de 1929, então cheguei em pleno auge do fascismo e foi neste clima que recebi este nome, Benito Mussolini, um operário, trabalhador. Chefiou um movimento revolucionário, tomou o poder (na Itália) em 1922 e se caracterizou naqueles primeiros anos por uma série de realizações que repercutiram no mundo todo.O abraço real ao nazifascismo veio depois que se aliou ao Hitler.Depois da guerra tive problemas, tinha que explicar este nome, naqueles dias em que italianos, alemães e japoneses estavam sendo agarrados na rua e havia inclusive muita violência.
Também fui um jovem fascista. Lia biografias de Hitler, Mussolini, lia muito Nietzsche. Isso em 1946 para 1947. Naquele tempo, estava se passando o julgamento de Nuremberg, os líderes alemães presos estavam sendo julgados e sucessivamente enforcados. Passou o filme aqui e fui ao Cine Glória, na avenida Afonso Pena, que era o cinema mais popular de Belo Horizonte. Na hora da sentença,dei uns berros: – “Abaixo os Estados Unidos!, Viva a Alemanha!”. Quase fui linchado. Isso sem que ninguém soubesse o meu nome … Se eles soubessem, eu não estaria aqui”!
EM 1945
- “Tinha comunista para todo lado, fazendo a  maior arruaça e galvanizando o entusiasmo de todo mundo. O Partido Comunista, de repente, tinha um milhão de pessoas e eu pensando em formar grupos para combater os comunistas na rua.Morava numa pensão de estudantes na rua Espírito Santo. O País recém-saído da ditadura de Vargas, que durou 15 anos, então eleições, debate, PC, marxismo, imperialismo, tudo fervendo.
Havia um quintanista de Direito, dirigente do Partido (Comunista). Ele já tinha lido muita coisa de que eu nem tinha notícia e me ganhou todas com aquela dialética do marxismo, porque realmente são irrespondíveis: a luta de classes, o imperialismo, o regime capitalista e o povo. Eu fiquei perplexo no meio de todo mundo ali. Meus amigos ficaram murchos, derrotados comigo, inclusive meu amigo Dirceu Mourthé, que era companheiro de quarto e veio a ser comunista também.
Então eu falei com o Paulo Bezamat : – “Você me arranja esses livros emprestados? Vou ler e vamos voltar ao assunto”. Me emprestou. Comecei a ler, fui logo sendo arrebatado. Eu tinha um empreguinho que larguei para lá, larguei as aulas. O Dirceu falava: “Benito, você vai comer  livro?! Você vai morrer! Tem que parar pelo menos para comer!”.E eu lendo,  lendo, completamente alucinado.A dialética do Lenin é simplesmente irresistível”.
REVOLUCIONARIO
- “Então eu me entreguei totalmente, me profissionalizei como agitador de massa. E comecei a ter dificuldade em aparecer, porque houve vários conflitos, choques de rua. Na Praça Sete, depois de uma pancadaria, um choque de grupos, de repente eu me vi sozinho, uma multidão querendo me linchar. Eu estava armado, saquei da arma para me defender. Os jornais diziam: – “Bolchevista de arma na mão”. Com isso e mais as minhas inclinações aventureiras, fui fazer revolução no Nordeste, Fui para a Bahia, pelo Rio São Francisco, e por lá fiquei. A Bahia era muito pobre naquele tempo, uma miséria. Pelo menos onde eu estava, no meu meio de povo, de gente pobre, uma refeição por dia: um cafezinho de manhã e um almoço.
Maria Reis, uma espécie de mãe preta que eu tinha lá, militante do Partido, falou: – “Esse menino vai morrer se continuar desse jeito, eu vou cuidar dele”. Aí fui para a pensão dela, na Baixa do Sapateiro. Os hóspedes logo descobriram que aquele cara, magro daquele jeito, com tosse, em tratamento, só podia estar tuberculoso. Eu tinha de me esconder dos hóspedes e, ao mesmo tempo, da polícia, porque era procurado”.
ESCRITOR
Essa historia fascinante desaguou no primeiro romance – “Plataforma Vazia” (1962), premiado, saudado por Guimarães Rosa (“Excelente escritor. Traz coisa autêntica, nova e própria. Desde a pagina inicial carrega muitas belezas, em linguagem ótima e estilo forte. Entusiasmou-me de verdade”) e por Jorge Amado (“Romancista de talento e de autentica vocação”).
Depois vieram “Capela dos Homens” (1968), “Mutirão para Matar” (1974), “Cafaia” (1975), todos premiados, compondo a tetralogia “Os Guaianãs”. E, afinal, a obra-prima : – “Saga do Caminho Novo” em quatro volumes, a historia da Inconfidência como nunca se contou antes e já saiu clássica : “Os Idos de Maio” (2009), Bardos e Viúvas” (2010), “Toque de Silencio em Vila Rica” (2011),“Despojos:a Festa da Morte da Corte”(2012)
Para celebrar o cinquentenário do primeiro romance, filhos e netos de Benito, uma família literária e gráfica (a musa Irá, o editor Vinício, a romancista e tradutora Laura, a editora1 Rachel, o diagramador Ramon) fez um primoroso livro:-“Benito Barreto,50 anos de Literatura”. Uma beleza.

Corrupção na folha de pagamento Contratação de servidores irregulares em prefeituras e câmaras de vereadores do interior do estado



Júlia Schiaffarino/Diário de Pernambuco





É ilegal e os prejuízos podem ser milionários. A acumulação irregular de cargos em instituições públicas tem sido uma das irregularidades verificadas com maior frequência quando analisadas as folhas de pagamento dos poderes executivos e legislativos pernambucanos. Entre outubro de 2012 e outubro de 2013, foram identificados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) 3.643 casos de pessoas com mais de dois vínculos incompatíveis, seja por carga horária, função ou distância entre as instituições empregadoras.

A legislação que rege o serviço público permite acúmulo de até dois cargos somente para funcionários da saúde e professores. Nos levantamentos do TCE, porém, houve caso de, para um mesmo CPF, constar mais de dez salários. Um dos resultados disso é que, na prática, acaba por ser fácil encontrar funcionários públicos do interior do estado ganhando mais do que um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), ou seja, mais do que o teto constitucional, hoje de  R$ 28 mil, sobrepondo-se mais uma ilegalidade à questão.

Até o momento, o pente-fino do TCE fez com que 773 vínculos irregulares fossem desfeitos, gerando uma economia estimada para este ano de R$ 17.285.164,00 aos cofres públicos. A prefeitura que mais afastou servidores por acúmulo indevido de função foi Agrestina, a 154 quilômetros do Recife. “Lá foram desfeitos oito vínculos e afastados sete servidores. Não é pouco se considerarmos que essas pessoas também estavam empregadas em outras três prefeituras ou câmaras”, comentou coordenador de Controle Externo do TCE, Rômulo Lins. Na sequência, estão João Alfredo, Agreste, e Nazaré da Mata, na Mata Norte.

O caso das cidades citadas, no entanto, não foi a regra. Dos 200 ofícios remetidos pelo TCE às administrações solicitando esclarecimentos, apenas 131 tiveram resposta. “As mais comuns foram confirmando que a pessoa realmente tinha outro vínculo, mas já tinha pedido para sair ou que está sendo instaurado processo administrativo para apurar responsabilidades. Mas, geralmente, o servidor não deixa chegar ao processo, porque corre o risco de ser demitido e impedido de ocupar cargos”, acrescentou Lins.
O coordenador do TCE admite que o acúmulo de funções, em alguns casos, decorre da ausência de mecanismos para as prefeituras checarem dados dos contratados. “A prefeitura não tem como verificar vínculo desses servidores em outros locais, mediante um cadastro nacional ou estadual. Agora, tem o seguinte, se você é contratado para fazer 40 horas e tem outro emprego que também é de 40 horas, alguém não está fiscalizando”, disse. Ele ressalta a falta de um controle de ponto eletrônico, por exemplo. Os velhos cadernos de ponto, com anotações manuais, ainda persistem em imperar.

Méritos à tecnologia
Dos benefícios trazidos pela tecnologia, a capacidade de cruzar dados é um dos mais interessantes, especialmente para quem trabalha com fiscalização. É com isso que atua o Robô Auditor, o “queridinho” da vez no TCE-PE. Esse programa, que tem status de funcionário padrão na Casa, foi o responsável por executar uma vistoria no cadastro de mais de 280 servidores ativos identificando os acúmulos ilegais de cargos. “Todo mês, ele aperta um botão, dá uma planilha de resultados e gera os ofícios para as prefeituras, que já saem assinados e são enviados eletronicamente”, relatou Rômulo Lins, brincando que só faltava colocar ao programa, envelopar os ofícios.

Rômulo Lins atribui problemas nas folhas de pagamento à falta de controle interno dos órgãosFoto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press  (Annaclarice Almeida/DP/D.A Press )
Rômulo Lins atribui problemas nas folhas de pagamento à falta de controle interno dos órgãosFoto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press    
Todos os tipos de irregularidades

Quando o assunto é a folha de pagamento de prefeituras e câmaras municipais, sobram casos no mínimo estranhos de irregularidades. Auditores do Tribunal de Contas de Pernambuco decidiram fazer uma “reunião” de situações ilegais ou incomuns verificadas em prestação de contas dos anos de 2009 e 2010 e foram encontrados desde servidores com CPFs zerados ou pagamento a pessoas falecidas até contratações de médicos sem registro profissional e vereadores que também recebiam como funcionários do Executivo.

A presença de servidores com endereço fixo em outros estados também foi frenquente. Chama o fato de, na maioria das vezes, eles sequer fazerem fronteira com Pernambuco, a exemplo de uma prefeitura do Sertão onde foram registradas 83 ocorrências do tipo. Outro Executivo, este do Agreste, possuía 14 funcionários com residência em São Paulo. Ainda nessa mesma cidade, um médico, que seria morador de Alagoas, chegou a receber R$ 127 mil em um ano. Outros estados a abrigar funcionários públicos de Pernambuco são Tocantins, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Entre os cargos ocupados estavam, ainda, os de professor, gari, pedreiro, motorista e vigilante.

Contratações de menores de 18 anos também estiveram presentes nessa coletânea do TCE. Ao mesmo tempo, foi comum servidores com mais de 70 anos ainda ativos, mesmo a legislação do funcionalismo público determinando aposentadoria compulsória com essa idade. Somente uma cidade apresentou 26 pessoas em tal situação, entre os quais, professores, auxiliares de serviços gerais e até vigilantes. Outra, que tinha um servidor ativo com 80 anos, respondeu ao TCE que o funcionário estava em “plenas condições para o exercício da função”. Uma terceira, cujo contratado tinha mais de 90 anos, não respondeu às indagações do tribunal.
Em cada uma dessas cidades, foram abertas auditorias especiais que se transformaram em mais de 300 processos. Dos 89 julgados, conforme relatório inicial, resultaram 47 contas consideradas irregulares. Nos demais casos, houve aplicação de multas e recomendações. A reportagem optou por omitir o nome das prefeituras, dada a impossibilidade de checar a situação atual, visto que em muitas delas houve mudança de gestão.

Padronização de preços nas barracas de Porto de Galinhas pode parar na Justiça



Juliana Colares - Diário de Pernambuco




Vendedores já avisam aos clientes que os preços dos cardápios estão tabelados. Foto: Teresa Maia/DP/D.A Press
Vendedores já avisam aos clientes que os preços dos cardápios estão tabelados. Foto: Teresa Maia/DP/D.A Press
Polêmico, o tabelamento dos preços dos alimentos vendidos por barraqueiros na praia de Porto de Galinhas está sendo questionado. Desde o fim de agosto deste ano, os 72 barraqueiros que atuam na praia mais conhecida de Pernambuco estão trabalhando com um cardápio único, instituído pela Prefeitura de Ipojuca com o aval dos comerciantes. O menu leva a logomarca da gestão municipal e do projeto do qual faz parte, o Praia Legal. O prato mais barato custa R$ 40, preço de uma porção com dez unidades de agulha frita inteira. Entendendo que a medida fere o princípio da livre concorrência, o delegado da Delegacia do Consumidor de Pernambuco irá solicitar que a prefeitura acabe com o tabelamento. O assunto pode virar objeto de ação judicial caso a gestão municipal se recuse a retirar o cardápio único. O delegado Roberto Wanderley marcou para a próxima semana uma reunião com a prefeitura da cidade e o Procon Pernambuco, em Ipojuca.

O secretário de Turismo de Ipojuca, Rui Xavier, diz que, “pessoalmente”, não é a favor do tabelamento, mas justifica que era necessário pôr um freio nos preços abusivos que estavam sendo cobrados na praia de Porto de Galinhas. Em entrevista ao Diario no fim de agosto, às vésperas da implantação da medida, Xavier citou uma pesquisa de preços feita na orla para fundamentar a padronização do cardápio. Disse que a porção com oito lagostinhos era comercializada por R$ 70 em uma barraca e R$ 180 em outra e que o valor cobrado por 500g de camarão ao alho e óleo variava de R$ 40 a R$ 70. Hoje, em qualquer das 72 barracas da praia, uma porção com quatro lagostinhos custa R$ 70 (menor valor cobrado antes, pela metade das unidades) e o mesmo prato de camarão, que antes podia ser encontrado por R$ 40, custa R$ 55. Muitos garçons avisam logo aos banhistas que não adianta pesquisar, o preço é o mesmo em todas as barracas. O vice-presidente da Associação dos Barraqueiros de Porto de Galinhas (ABPG), José Antônio dos Santos, afirma que o cardápio único foi adotado por todos os comerciantes da praia.

“Não pode. O cardápio quem tem que fazer é cada comerciante, não a prefeitura, e o consumidor é quem escolhe onde vai. Essa medida fomenta a não-concorrência”, explica o delegado do Consumidor, Roberto Wanderley. “A minha posição é de que o mercado é livre e deve se regular. Mas como não funciona e tem muita informalidade, a prefeitura entendeu que deveria ser dessa forma. E isso foi assinado com eles (os comerciantes). O comércio estava desordenado”, afirma Rui Xavier. Segundo ele, após a instituição do cardápio padronizado, denúncias de abusos nos preços levaram à suspensão de mais de dez barraqueiros, que ficaram temporariamente impedidos de armar seus estabelecimentos. “Os preços eram cobrados pela cara do cliente. Tabelamos no máximo, o que não impede o comerciante de dar um desconto”, explica Xavier. Na prática, os barraqueiros têm adotado o cardápio e os valores únicos instituídos no programa Praia Legal.

“Antes, eu cobrava R$ 70, R$ 75 por uma cioba (peixe) grande com salada mais batata ou macaxeira. Hoje é R$ 70 só com um limãozinho. Com os acompanhamentos vai para R$ 85”, informa o comerciante Claudemar Amâncio, afirmando que os preços de alguns artigos subiram e outros baixaram. Ele foi um dos barraqueiros que encaminharam à prefeitura propostas de alterações no cardápio. Neste fim de semana, começaram a valer novos cardápios, com pequenas alterações em relação ao menu único. Agora, eles vêm com o nome da barraca e apenas os ítens que são, de fato, comercializados em cada estabelecimento. A lógica do tabelamento, no entanto, continua a mesma.